topo








 blurbox.reportagens

Blur: The Best Of (part. 2 - c+tv + parklife) Blu
   Blur - The Best Of - Entrevista (parte.2.1)
   
    Coffee and TV
   
    graham: Eu nao escrevi aquela música, fiz a letra e cantei. Eu fiquei muito satisfeito com o fundo musical que fizemos, ele me lembra muitas coisas boas, boas coisas americanas.
    Aquele tipo de rítimo estava muito morto, e as pessoas de repente começaram a usá-lo de novo e nós fomos dos primeiros a fazê-lo.
    Mas eu gastei muito muito tempo eu meu quarto superior escutando a faixa e pensando se eu poderia fazer aquilo.
    Era tocar coffee and tv ao vivo que me preocupava, mas eu queria fazer isso, perversamente, estava apenas um pouco reticente a respeito...
    Não gosto de estragar as músicas que aprecio lançando as como singles, porque eu sei que inevitavelmente eu detestarei o single depois de 6 meses.
   
   
    Parklife
   
    graham: Foi quando nos decidimos começar a usar convidados, nao foi?
   
    alex: damon estava fazendo a voz originalmente, nos queríamos phil daniel para contar uma história em cima de Debt Collector, que acabou virando uma estranha musica instrumental, meio valsada, quando pensamos em phil, encaixou perfeitamente em parklife.
    e nós tinhamos assistido muito quadrophenia e meantime dentro do ônibus nas tournes, entao acho que a gente simplesmente queria ele no álbum - "AH, ele pode fazer Parklife, vai ficar ótimo!".
    Mas sim, foi uma musica estranha, bem estranha na verdade. Ela meio que apareceu do nada. Quando damon nos mostrou ela completa, já parecia um hit para mim.
   
    damon: yeah, nós ligamos música de futebol com música pop, muito diretamente, e eu acho que provavelmente foi o princípio do britpop, se você for olhar da onde exatamente o estilo surgiu, foi com parklife.
    muitas pessoas clamaram ter inventado o britpop, mas foi alí que tudo saiu.
   
    dave: nós ainda éramos uma banda indie em perigo de desaparecer quando fizemos parklife. colocamos tudo naquela faixa.
   
    damon: exato, modern life vendeu 15,000 cópias, enquanto parklife vendeu 1.7 milhões ou algo do tipo. E foi seguido por muitos álbuns que venderam ainda mais.
    foi com ele que muitas bandas conseguiram decolar. Antes, um disco de platina era um enorme feito, um disco de ouro era tipo 'você conseguiu uma carreira'.
    Parklife tirou a música britânica disso. Tivemos Oasis, e Travis e eu penso quão longe isso tudo pode ir.... porque é o mesmo, o mesmo público, só que maior.
    Quando travis estava vendendo muitos cds, algo que começou a muito tempo atras conseguiu pessoas que normalmente nunca comprariam um album, cinco anos depois, pensando "ooh, eu acho q vou comprar um cd d guitar", entende o que digo?
    Depois disso era legal pras bandas indies venderem sua música. I mean, aquele álbum realmente mudou como a música pop soava. Parece um pouco convencido, mas é verdade.
   
   

<< voltar